Atualização da Análise Técnica - Ibovespa e Dow Jones de 28/10/2009

São Paulo 17 de dezembro de 2009

Prezados amigos, investidores.

Desde a publicação da minha última análise o S&P chegou a subir 7,3% e o Ibovespa 18,3%. Essas altas foram entretanto, segundo a minha leitura, apenas movimentos de retorno à antiga reta suporte que por ter agora oferecido resistência, confirma o rompimento da tendência de alta de médio prazo (iniciada em 03/2008) e por conseguinte nossa análise anterior. Somente o rompimento dos últimos topos é que anularia essa análise e poderia levar os preços a níveis mais altos.

Mais do que nunca é importante que qualquer investidor que tenha uma carteira de ações que não seja para mais de  5/10 anos pense seriamente em colocar suas ordens de stop para que suas posições sejam liquidadas automaticamente caso minha análise (e a de vários outros analistas) esteja certa. 
Veja novamente no primeiro gráfico onde se encontram os preços em termos do canal de alta de longo prazo que o gráfico mostra e que contem as cotacões desde 1963. Agora não é a hora, definitivamente, de se estar na Bolsa sem proteção. 

Se você não pensa em deixar o capital na Bolsa por 5 a 10 anos que tem sido historicamente, o tempo que o mercado demora para voltar para a parte de cima do canal - Coloque suas ordens de stop para que caso a baixa venha como acredito e parece que os gráficos estão mostrando cada vez com mais clareza, você não fique como no ano passado muitos ficaram, jogando com a esperança que os preços voltem e sem fazer nada, apenas olhando os preços caírem.

Aproveito para atualizar os graficos. E publicar alguns outros. 

Gráfico do Ibov indexado em Dolar escala log longo prazo 
Ibov\Dolar Log Longo Prazo 
[+] Clique no gráfico para visualizar em tamanho maior

Gráfico do Ibov indexado em Dolar escala log Médio Prazo 
 
[+] Clique no gráfico para visualizar em tamanho maior

Gráfico do Ibov indexado em Dolar escala log Curto Prazo 
Ibov\Dolar Log Curto Prazo 
[+] Clique no gráfico para visualizar em tamanho maior

O gráfico abaixo é mostra a "cara" do Brasil em Nova York. Trata-se do ETF (Exchande-Traded Fund) do Brazil, o EWZ cuja reta suporte foi rompida com um gap hoje.

Gráfico do EWZ (ETF do Brasil) longo prazo, negociado em N.Y.
Gráfico do EWZ (ETF do Brasil) longo prazo, negociado em N.Y. 
[+] Clique no gráfico para visualizar em tamanho maior

EWZ Curto Prazo 
EWZ Curto Prazo 
[+] Clique no gráfico para visualizar em tamanho maior

O Índice da Bolsa de Shanghai o EsseComp parece estar mostrando igualmente a reversão da tendência de alta de médio prazo iniciada no ano passado. Após ter rompido a reta suporte de médio prazo, conseguiu nova alta a partir de setembro mas agora rompeu a reta suporte de curto prazo e nos mostrou que não teve força para fazer um novo topo. Charles Dow observaria que a falta de força para romper o último topo e o fato de que tivemos um fundo inferior ao último fundo são indicações importantes que indicam que os touros estão mais fraços ao mesmo tempo que os Ursos mais fortes.

Índice da Bolsa de Shanghai EsseComp longo prazo
Índice da Bolsa de Shanghai o EsseComp longo prazo 
[+] Clique no gráfico para visualizar em tamanho maior

Índice da Bolsa de Shanghai EsseComp médio prazo
Índice da Bolsa de Shanghai o EsseComp médio prazo 
[+] Clique no gráfico para visualizar em tamanho maior

Índice da Bolsa de Shanghai EsseComp curto prazo
Índice da Bolsa de Shanghai o EsseComp curto prazo 
[+] Clique no gráfico para visualizar em tamanho maior

No gráfico abaixo reside talvez a informação mais importante do porque os preços das Bolsas de Valores no mundo e em especial no Brasil podem começar a cair a partir de agora. Trata-se do Dolar Index, um ativo que representa o valor do Dolar perante uma cesta de moedas. Como se pode constatar no gráfico, seu comportamento é inversamente correlato ao comportamento do Bovespa, S&P, Petróleo, Ouro e demais commodities.
Em outras palavras, quando o dolar cai as bolsas e as commodities sobem... e vice versa.
Os gráficos abaixo parecem não deixar dúvida sobre o fato de que a tendência do dolar reverteu. O Euro que vem logo abaixo comfirma essa análise.

Gráfico do Dolar Index longo prazo
Gráfico do Dolar Index longo prazo
[+] Clique no gráfico para visualizar em tamanho maior

Gráfico do Dolar Index curto prazo
Gráfico do Dolar Index curto prazo
[+] Clique no gráfico para visualizar em tamanho maior

Gráfico do Euro
Gráfico do Euro
[+] Clique no gráfico para visualizar em tamanho maior

Os gráficos do Petróleo Londres e Nova York parecem estar também mostrando que a tendência de alta está revertendo.

Gráfico do Petróleo Londres
Gráfico do Petróleo Londres
[+] Clique no gráfico para visualizar em tamanho maior

Gráfico do Petróleo Nova York 
Gráfico do Petróleo Nova York
[+] Clique no gráfico para visualizar em tamanho maior

Quero mostrar o gráfico que irei observar de perto agora, e principalmente durante a virada do ano a meados de janeiro que é do "Chicago Board Options Exchange's Volatility Index" chamado normalmente de VIX e conhecido como "Índice do Medo".
Se os mercados mundiais começarem a cair esse Índice estará subindo com certeza. Ocorre que ele é o que os americanos chamam de "Leading Indicator" ou seja um Indicador que lidera o mercado pois ele dá suas indicações antes do ativo que se quer analisar, no nosso caso o S&P.
Veja no primeiro gráfico do Vix abaixo como ele deu indicações em setembro, antes da queda mais violenta do S&P (linha verde). Antes do final de Setembro o Vix (linha verde) já estava dando indicações de alta.

Gráfico do VIX (Indice de Volatilidade) longo prazo
Gráfico do VIX (Indice de Volatilidade) longo prazo
[+] Clique no gráfico para visualizar em tamanho maior

Gráfico do VIX (Indice de Volatilidade) curto prazo
Gráfico do VIX (Indice de Volatilidade) curto prazo
[+] Clique no gráfico para visualizar em tamanho maior

Petrobras principalmente mas Vale também cujos gráficos estão a seguir, mostram em seus gráficos de curto prazo o movimento de retorno (Pull back) que ocorreu desde o final de outubro quando a reta suporte foi rompida e sugerem que a tendência de alta foi realmente revertida.

Gráfico de  Petrobras indexado em Dolar escala log curto longo prazo
Gráfico de  Petrobras indexado em Dolar escala log curto longo prazo
[+] Clique no gráfico para visualizar em tamanho maior

Gráfico de Petrobras indexado em Dolar escala log curto prazo
Gráfico de Petrobras indexado em Dolar escala log curto prazo
[+] Clique no gráfico para visualizar em tamanho maior

Gráfico de Vale indexado em Dolar escala log curto prazo
Gráfico de Vale indexado em Dolar escala log curto prazo
[+] Clique no gráfico para visualizar em tamanho maior>

Saudações e bons trades.


Fausto de Arruda Botelho CFTeCNPI
Certified Financial Technician – IFTA
Certificado Nacional de Profissionais de Investimento - registrado na CVM
Diretor Geral da Enfoque Informações Financeiras Ltda. (Enfoque).
fbotelho@enfoque.com.br 
Em conformidade com as disposições da Instrução CVM nº 388, eu Fausto de Arruda Botelho, analista de investimento responsável pela elaboração deste relatório declaro que:

  • 1. As análises e recomendações refletem única e exclusivamente minhas opiniões pessoais, às quais foram realizadas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à (Enfoque).
  • 2. Não mantenho vínculo com qualquer pessoa natural que atue no âmbito das companhias cujos valores mobiliiários foram alvo de análise neste Relatório.
  • 3. A Enfoque não administra fundos, carteiras e clubes de investimentos
  • 4. A Enfoque não possui participação acionária direta ou indireta, igual ou superior a 1% (um por cento) do capital social de quaisquer das companhias cujos valores mobiliários foram alvo de análise neste relatório.
  • 5. A Enfoque não está envolvida  na aquisição , alienação ou intermediação de valores mobiliários objeto de análise neste relatório.
  • 6. Não sou titular, direta ou indiretamente, de valores mobiliários de emissão da(s) companhia(s) objeto da análise neste Relatório, que representem 5% (cinco por cento) ou mais de meu patrimônio pessoal, e não estou envolvido na aquisição, alienação e intermediação de tais valores mobiliários no mercado.
  • 7. Nem eu nem a Enfoque recebemos remuneração por serviços prestados e não temos relações comerciais com qualquer das companhias cujos valores mobiliários foram alvo da análise neste relatório, ou pessoa natural ou pessoa jurídica, fundo ou universalidade de direitos, que atue representando o mesmo interesse desta(s) companhia(s).
  • 8. Minha remuneração não está, atrelada à precificação de quaisquer dos valores mobiliários de emissão da(s) companhia(s) objeto de análise neste Relatório, nem às eventuais receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela Enfoque com esta(s) companhia(s).